Advérbio

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Advérbio

Mensagem  Fabiano em Ter 8 Jun 2010 - 9:30

Advérbio é a palavra ou expressão que modifica o verbo, o adjetivo ou o outro advérbio, exprimindo determinada circunstância. Veja os exemplos:



Classificação

Os advérbios indicam várias circunstâncias, segundo as quais eles se classificam em advérbios de:
a. Afirmação: sim, certamente, realmente, efetivamente, etc.
b. intensidade: bem, muito, pouco, menos, meio, bastante, etc.
c. lugar: aqui, ali, aí, cá, lá, atrás, perto, longe, adiante, etc.
d. negação: não, tampouco, absolutamente, nada, etc.
e. tempo: ontem, hoje, amanhã, sempre, agora, ainda, etc.
f. modo: bem, mal, assim, apenas, depressa, devagar, calmamente (a maior parte dos que terminam em -mente).
g. dúvida: talvez, quiçá, decerto, porventura, possivelmente, etc.

Advérbios interrogativos

Nas interrogações (diretas e indiretas) estes advérbios indicam circunstâncias de causa, tempo, lugar e modo: são os advérbios interrogativos.

Por que choraste? (interrogativa direta)
Queria saber por que tu choraste (interrogativa indireta)
Quando você chegou?
Onde estão os corruptos?
Como fez este trabalho?
Ignoro como fez este trabalho

Locução Adverbial

É um conjunto de palavras que tem valor de advérbio. Esse conjunto geralmente é formado por preposição + substantivo, adjetivo ou advérbio.
Na CPI, ele respondeu com calma (=calmamente)

Há muitas locuções adverbiais. Eis algumas:

a. de lugar: à direita, à esquerda, em frente, à distância, por dentro, por fora, por ali, por aqui, de longe, de perto, etc.
b. de tempo: à noite, à tarde, às vezes, em breve, de dia, de noite, de vez em quando, às vésperas, de repente, de longe em longe, de quando em quando, etc.
c. de modo: com amor, à toa, à vontade, de bom grado, de má vontade, em silêncio, de súbito, de soslaio, à socapa, etc.
d. de afirmação: com certeza, sem dúvida, por certo, etc.
e. de intensidade: de muito, de pouco, de todo, por completo, etc.
f. de negação: de forma alguma, de modo nenhum, de jeito nenhum, em hipótese alguma, etc.
g. de meio ou de instrumento: a pau, a pé, a cavalo, a martelo, (à) a máquina, (à) a tinta, (à) picareta, etc

Graus dos advérbios

Semelhantemente aos adjetivos, certos advérbios podem estar no:

a. grau comparativo, que podem ser:
  • de igualdade -
    Ele estudou tão bem quanto ela.
    Ele estudou tão bem como ela.

  • de superioridade
    Filipe chegou mais cedo que Paulo.
    Filipe chegou mais cedo do que Paulo.

  • de inferioridade
    Bruna dança menos bem que Mariane.
    Bruna dança menos bem do que Mariane.


b. grau superlativo, que pode ser:
  • sintético: quando a presença do sufixo indicar grau.
    Levantei cedíssimo.
    Estou pertíssimo do metrô.

  • analítico: quando o grau aumentativo é feito por outro advérbio.
    Levantei muito cedo.
    O time joga extraordinariamente bem.


Emprego dos advérbios

  • a. Para formar advérbios de adjetivos masculinos com o sufixo -mente, passa-se antes o adjetivo para o feminino. Alguns adjetivos terminados em -ês e -or, porém, ficam no masculino.
    tranquilo > tranquila + mente = tranquilamente
    cortês > cortês + mente = cortesmente
    anterior > anterior + mente = anteriormente

  • b. Se dois ou mais advérbios em -mente modificam o mesmo verbo, usa-se esse sufixo pequenas no último advérbio.
    Ela entrou no palco calma, sossegada e suavemente.

  • c. As formas sintéticas do comparativo de superioridade (melhor, pior) não são usadas antes de particípios. Usam-se as formas analíticas.
    Aqueles atletas estavam mais bem treinados que os outros. (e não "melhor treinados")
    Este quadro está mais mal acabado que aquele. (e não "pior acabado")

  • d. O sufixo -inho acrescentado a alguns advérbios assume o valor de superlativo e não diminutivo.
    Ângelo foi morar longinho. (muito longe)
    Mariane reside pertinho do colégio (muito perto)

  • e. A repetição do advérbio também tem valor superlativo.
    Naquela manhã levantei-me cedo, cedo!
    Vai depressa, depressa!

  • f. Muitas vezes, o advérbio, em vez de modificar o verbo, o adjetivo ou outro advérbio, modifica uma oração inteira.
    Felizmente, todos se salvaram.

  • g. Algumas palavras podem funcionar em determinada frases como advérbios e, em outras, como pronomes adjetivos.
    Ela compra muito. (adv. de intensidade)
    O governo compra muita carne. (pron. adjetivo)

  • h. Alguns adjetivos podem funcionar como advérbios.
    Ele entrou direto no assunto. (= diretamente)
    O aluno falou alto. (= de um modo alto)

Palavras e expressões denotativas

Há certas palavras ou expressões que se assemelham a advérbios, mas não têm uma classificação especial. Chamam-se simplesmente de palavras ou expressões denotativas. Em geral, indicam:

  • a. inclusão: inclusive, até, outrossim, mesmo, também, etc.
    Até eu fui intimado a depor.

  • b. exclusão: exclusive, salvo, exceto, menos, fora, apenas, etc.
    Ninguém abraçou a causa, salvo você.

  • c. explicação: isto é, por exemplo, a saber, ou seja, etc.
    A biodiversidade, isto é, a soma total da vida na Terra, foi assunto polêmico na ECO-92.

  • d. retificação: aliás, ou melhor, ou seja, etc.
    Todos querem preservar, aliás, todos devem preservar.

  • e. realce: cá, lá, é que,ora, só, aí, etc.
    Você é que tem jeito para isto.

  • f. situação: afinal, agora, então, etc.
    Afinal, quais são as suas conclusões?

  • g. designação: eis.
    Eis o sol que surge radioso!

  • h. afetividade: ainda bem, felizmente, etc.
    Ainda bem que eu estava atento.

Fabiano
Admin

Mensagens : 53
Data de inscrição : 03/06/2010
Idade : 33
Localização : São Sebastião SP

Ver perfil do usuário http://vongolaetec.forumeiros.eu

Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum