6 - Parametros Microbiológicos da Água, Ar e Solo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

6 - Parametros Microbiológicos da Água, Ar e Solo

Mensagem  Fabiano em Sab 5 Jun 2010 - 19:39

Segundo a portaria 518 do ministério da Saúde as normas de qualidade da água para o consumo humano se dispõem em vários capítulos. Das disposições preliminares, fala-se sobre procedimentos e responsabilidades inerentes ao controle e à vigilância da qualidade da água para consumo humano, estabelece seu padrão de potabilidade e dá outras providências. Toda a água destinada ao consumo humano deve obedecer ao padrão de potabilidade e está sujeita à vigilância da qualidade da água. Esta Norma não se aplica às águas envasadas e a outras, cujos usos e padrões de qualidade
são estabelecidos em legislação específica.

Podemos classifica-las nas as seguintes definições voltadas para os parâmetros microbiológicos:

coliformes totais (bactérias do grupo coliforme) - bacilos gram-negativos, aeróbios ou anaeróbios facultativos, não formadores de esporos. A maioria das bactérias do grupo coliforme pertence aos gêneros Escherichia, Citrobacter, Klebsiella e Enterobacter, embora vários outros gêneros e espécies pertençam ao grupo;

Escherichia Coli - bactéria do grupo coliforme que fermenta a lactose, sendo considerada o mais específico indicador de contaminação fecal recente e de eventual presença de organismos patogênicos;

contagem de bactérias heterotróficas - determinação da densidade de bactérias que são capazes de produzir unidades formadoras de colônias (UFC), na presença de compostos orgânicos contidos em meio de cultura apropriada, sob condições pré-estabelecidas de incubação: 35,0, ± 0,5 o C por 48 horas.

Esse documento mostra também as responsabilidades e deveres do âmbito federal, estadual e municipal bem como os responsáveis elas operações de sistemas e/ou solução alternativa.

No Art.11. deste documento, diz que a água potável deve estar em conformidade com o padrão microbiológico conforme a tabela a seguir:

Padrão microbiológico de potabilidade da água para consumo humano




NOTA: na saída de cada unidade de tratamento devem ser coletadas, no mínimo, 2 (duas) amostra semanais, recomendando-se a coleta de, pelo menos, 4 (quatro) amostras semanais.

Mais informações como as exigências aplicáveis aos sistemas e as soluções alternativas de abastecimento de água, bem como as penalidades.

Aceitação segundo gerente da Sabesp é de 5% das amostras, isso significa que a cada 100 amostras 5 são permitidas. Em São Sebastião a taxa é de 0,025%.

Fabiano
Admin

Mensagens : 53
Data de inscrição : 03/06/2010
Idade : 33
Localização : São Sebastião SP

Ver perfil do usuário http://vongolaetec.forumeiros.eu

Voltar ao Topo Ir em baixo

Parâmetros microbiológicos da água

Mensagem  Fabiano em Ter 8 Jun 2010 - 5:08

Toda a água destinada ao consumo humano deve obedecer ao padrão de potabilidade e está sujeita à vigilância da qualidade da água. Lembrando-se que a água utilizada na manufatura de medicamentos, alimentos e produtos correlatos que sejam ingeridos por humanos devem seguir tais parâmetros que são definidos pela portaria Nº 518 (DE 25 DE MARÇO DE 2004).

Nessa portaria, o governo federal estabelece os procedimentos e responsabilidades relativos ao controle e vigilância da qualidade da água para consumo humano e seu padrão de potabilidade, e dá outras providências. Algumas definições:

Água potável - água para consumo humano cujos parâmetros microbiológicos, físicos, químicos e radioativos atendam ao padrão de potabilidade e que não ofereça riscos à saúde;

Controle da qualidade da água para consumo humano - conjunto de atividades exercidas de forma contínua pelos responsáveis pela operação de sistema ou solução alternativa de abastecimento de água, destinadas a verificar se a água fornecida à população é potável, assegurando a manutenção desta condição;

Coliformes totais (bactérias do grupo coliforme) - bacilos gram-negativos, aeróbios ou anaeróbios facultativos, não formadores de esporos, oxidase-negativos, capazes de desenvolver na presença de sais biliares ou agentes tensoativos que fermentam a lactose com produção de ácido, gás e aldeído a 35,0 ± 0,5ºC em 24-48 horas, e que podem apresentar atividade da enzima ß -galactosidase. A maioria das bactérias do grupo coliforme pertence aos gêneros Escherichia, Citrobacter, Klebsiella e Enterobacter, embora vários outros gêneros e espécies pertençam ao grupo
;

Coliformes termotolerantes - subgrupo das bactérias do grupo coliforme que fermentam a lactose a 44,5 ± 0,2ºC em 24 horas; tendo como principal representante a Escherichia coli, de origem exclusivamente fecal;
Sendo assim é considerada potável a água que segue os seguintes fatores microbiológicos:

Padrão microbiológico de potabilidade da água para consumo humano

Fabiano
Admin

Mensagens : 53
Data de inscrição : 03/06/2010
Idade : 33
Localização : São Sebastião SP

Ver perfil do usuário http://vongolaetec.forumeiros.eu

Voltar ao Topo Ir em baixo

Parâmetros microbiológicos do ar

Mensagem  Fabiano em Ter 8 Jun 2010 - 5:14

Os padrões nacionais de qualidade do ar foram estabelecidos pelo IBAMA - Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e aprovados pelo CONAMA - Conselho Nacional de Meio Ambiente, por meio da Resolução CONAMA 03/90.

É sabido que no estado de São Paulo o órgão que faz a medição para controlar a qualidade do ar é a Cetesb. Como vamos nos ater aos parâmetros microbiológicos o parâmetro mais importante a ser inspecionado é o de partículas totais em suspensão, uma vez que as partículas é que trazem boa parte do material microbiológico a que somos expostos. Em ambientes abertos e sem controle de partículas temos o seguinte parâmetros:

Critérios para episódios agudos de poluição do ar
(Resolução CONAMA nº 03 de 28/06/90)



Porem não podemos esquecer que existem ambientes que exigem um controle microbiológico do ar, chamados de instalações prediais ordinárias ou especiais (área limpa). Tais ambientes recebem ar filtrado com filtros HEPA e controle de pressão positiva em muitos dos casos. São exemplos de área limpa:

-Área de manipulação e envase de medicamentos injetáveis e nutrição parenteral, laboratório de biologia molecular, unidades de UTI , centro cirúrgico.
Um breve histórico das áreas limpas:

As primeiras salas limpas surgiram em hospitais. O trabalho de Pasteur, Koch, Lister e outros pioneiros e cirurgiões que há 100 anos descobriram que bactérias causariam infeções. Lister substancialmente reduziu as infeções operando na sala da Royal Infirmary, utilizando como antiséptico solução de ácido fênico em instrumentos, nas mãos dos cirurgiões e espirrando-o no ar. Embora as salas limpas de ontem fossem similares às de hoje, a principal omissão estava na ventilação positiva, através da limpeza do ar. A utilização do ar exterior também mostrou-se muito importante, reduzindo a concentração dos contaminantes (1855).

  • Bourdillon and Colebrook (1946) - utilização de salas com pressão positivas em relação as adjacentes;

  • 1961 - criou-se o sistema unidirecional ou fluxo laminar conceito de ventilação que utilizam filtros HEPA com fluxo sob regime laminar;

  • Projetos considerando o ser humano como fonte de bactérias e dispersor de partículas de pele e outras e também através da respiração (1962);

  • Utilização do fluxo de ar como forma de remover contaminantes em hospitais (1964);

  • John Charnley. (início da década de 60) inseriu a técnica de uma junta artificial tipo bacia. Esta é extremamente efetiva na operação, mas as taxas de assepsia nas junções, nos casos estudados foi de quase 9%. Este método foi um desastre para os pacientes porque com o tempo, os métodos usados no tratamento das infeções não foram muito efetivas e a junção artificial teve de ser removida;

  • (1966) Utilização do fluxo laminar durante operações, reduziu de 9 para 1,3% as infeções durante as operações;

  • (1980) Ultraclean com sistema de fluxo laminar;

  • Realizou-se a limpeza dos ambientes de produção, para a fabricação de sistemas de precisão. Assim criou-se o conceito "Livre de Bactéria" e não apenas livre poeira;

  • Depois da guerra com desenvolvimento de armazenamentos nucleares bem como a utilização de armas químicas e biológicas, produziu-se os filtros High Effciency Particulate Air (HEPA), filtros que foram necessários para conter micróbios perigosos e contaminantes radioativos.

Fabiano
Admin

Mensagens : 53
Data de inscrição : 03/06/2010
Idade : 33
Localização : São Sebastião SP

Ver perfil do usuário http://vongolaetec.forumeiros.eu

Voltar ao Topo Ir em baixo

Parâmetros microbiológicos do solo

Mensagem  Fabiano em Ter 8 Jun 2010 - 5:17

Ao contrário da água e do ar o bom solo sob o ponto de vista microbiológico tem que ter atividade microbiológica extensa. A matéria orgânica tem sido sugerida como um indicador-chave da qualidade do solo (QS), considerando sua influência nos demais atributos essenciais para que o solo desempenhe suas funções.

A matéria orgânica no solo tem essa fundamental importância tendo em vista que ela possibilita a multiplicação de microrganismos que são integrantes do ciclo do carbono e nitrogênio principalmente.
Atravês da decomposição da matéria orgânica o carbono é incorporado em plantas e ao solo, possibilitando o ciclo de tal elemento na natureza. Para perceber a importância de tal ciclo é só lembrar que todos os organismos vivos são feitos de tecidos que são arranjos de moléculas constituídas principalmente de carbono.

Com relação a fixação biológica do nitrogênio ela é realizada por bactérias de vida livre no solo, por bactérias fotossintéticas, por cianofíceas (algas azuis), e principalmente por bactérias do gênero Rhizobium, que somente o fazem quando associadas às raízes de plantas leguminosas - soja, alfafa, ervilha, etc. Nessas raízes formam-se nódulos densamente povoados pelas bactérias, onde ocorre a fixação de N2 até a formação de nitrato. Essas plantas podem assim desenvolver-se mesmo em solos pobres desse íon. As bactérias Nitrosomonas transformam a amônia em nitrito (NO2-) (nitrosação) e as Nitrobacter o transformam em nitrato (nitratação). Esse processo todo é denominado nitrificação, e estas bactérias são conhecidas genericamente como nitrificantes.

O solo, fonte de nitrato para as plantas terrestres, é também importante exportador de sais para os ecossistemas aquáticos, geralmente veiculados pela água de chuvas.
Um solo sem atividade microbiológica é um solo morto, e um solo morto alem de não possibilitar o crescimento da vegetação inviabiliza a vida da fauna que habita nesse solo, tais como minhocas, tatuzinhos, etc...

Fabiano
Admin

Mensagens : 53
Data de inscrição : 03/06/2010
Idade : 33
Localização : São Sebastião SP

Ver perfil do usuário http://vongolaetec.forumeiros.eu

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: 6 - Parametros Microbiológicos da Água, Ar e Solo

Mensagem  Conteúdo patrocinado Hoje à(s) 17:00


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum